11 de agosto de 2014

Dicas: Tipos de Óleos Capilar

Oi, beleza pessoal?!

Fuçando na Net sobre novidades de beleza, dei de cara com uma quase novidade para os Cabelos.

Depois do Óleo de Argan, Óleo de Macadâmia, surge o Óleo de Ojon. Não estou pra falar qual o melhor ou pior. Porque cada cabelo vai ficar melhor com um ou com outro ou com os três.

Além desses três  óleos do "modismo" existem também o Óleo de Coco, de Babosa, de Oliva, de Karite, de Semente de Algodão, Amarula, Açaí, entre outros e tem o complexo de óleo que levam vários em em só produto.

Vamos falar um pouco da história e a beleza que cada um deles trazem para os cabelos.
ÓLEO DE ARGAN

Conhecido como Ouro Líquido de Marrocos é um produto natural extraído da árvore Argan Spinosa, uma joia da natureza que cresce nos desertos sudoeste de Marrocos.

O Óleo de Argan é um poderoso hodratante e antioxidante natural que combato os radicais livres e ajuda a reparar os danos e combate o frizz.

Contendo vitamina E, que dá vida aos fios e protege os cabelos contra os danos casados por adentes externos, além de agir profundamente fortalecendo a fibra capilar.

ÓLEO DE MACADÂMIA

Lendo alguns sites deparei com a informação que o Óleo de Macadâmia é ideal para p tratamento de cabelos cacheados, mas nada impede do uso em outros tipos de cabelos.

Substância rica em ômega 3 e 6, gorduras poli-insaturadas consideradas “boas” e que possuem potencial hidratante e reconstrutor para os fios. Ele estimula o crescimento do cabelos e traz de volta o brilho, melhorando a elasticidade e trazendo um efeito de condicionamento de longa duração.

Por esse motivo ele é mais recomendado para quem tem as madeixas mais onduladas ou cacheadas, porque permite que tenham as voltas sem danificar.

ÓLEO DE OJON

Conhecido como Tesouro do Caribe é extraído da noz de uma palmeira típica da América Central onde uma tribo indígena vivia e era conhecida por sua beleza capilar.

Ele é indicado principalmente para cabelos ressecados e danificados por uso de químicas, como alisamentos em geral e coloração e também para cabelos com fios prejudicados por excesso de escovas ou chapinhas. 

O uso do óleo de ojon não é recomendado antes da tintura ou da aplicação de tratamento químico.
Image and video hosting by TinyPic